O poder das palavras

As palavras têm poder. Podemos não escolher aquilo que surge na nossa mente, mas sempre escolhemos aquilo que queremos falar, ou seja, materializar em palavras.

Uma parte do nosso cérebro não distingue o que é real do que é imaginado, logo, entende que tudo está acontecendo neste momento. É por isso que quando lembramos de uma memória triste, ficamos tristes e até mesmo choramos. É porque essa parte do cérebro entende como se estivesse acontecendo nesse exato momento.

Então como que as palavras têm poder?

Palavras geram pensamentos que por sua vez alimentam sentimentos, que irão então agir no nosso cérebro provocando reações (positivas ou negativas) no nosso corpo e criando uma reação em cadeia. Por exemplo, eu digo que “tenho certeza que o dia de hoje vai ser ruim”. Eu começarei então a ter pensamentos que irão fundamentar essa minha crença de que hoje será ruim. A partir daí, com visualizações de inúmeras formas de como o dia pode ser ruim, começarei a ter ansiedade, estresse, preocupações e etc… Meu cérebro começará então a reagir com a liberação de hormônios que irão continuar esta reação em cadeia. Obviamente, terei um dia ruim.

O oposto é idêntico. Se digo coisas boas e acredito nelas, pensarei e visualizarei elas, gerando sentimentos e reações positivas. A escolha daquilo que queremos colocar a nossa energia é sempre nossa.

A repetição de afirmações poderosas irá progressivamente moldar o nosso cérebro para que este substitua antigos padrões negativos de pensamentos por padrões positivos.

É importante que a afirmação seja dita com intenção, determinação, confiança e credibilidade (realmente acreditar que é verdade e que só depende de você). Enquanto repete a afirmação, crie imagens mentais, visualize aquilo que está dizendo, para afirmar ainda mais dentro da sua mente a sua intenção.

WhatsApp chat